22.1.09

Nunca duvidei.


Nunca. Desde o início da disputa com a Clinton. Porquê? É um daqueles feelings, aqueles que vêm das entranhas e marimbam-se para a racionalidade. Bem à Celeste.

Pena não me darem quando realmente preciso deles...

Obama, és grande! You go boy!

19.1.09

É pá, tive pena...


Posso ser fútil e tal, mas lembro-me de ser miúda e achar este rapaz lindo de morrer. E era demasiado novo... Enfim, é a p**a da vida. Que tenha paz, lá do outro lado... seja lá onde for.

16.1.09

Resposta aberta ao pessoal


Sim, é mesmo verdade. Tenho um emprego novo, desta vez num Credo à beira-mar plantado, casinha à maneira e internet da rápida.

Sinto saudades da blogosfera, de escrever os meus bitaites e subescrever os vossos. De dar asas à minha criatividade. E especialmente desta espécie de convívio virtual, que costumava ajudar a preencher os meus dias.

Mas o meu novo emprego é uma correria desgraçada, com horários malucos e resmas de histórias de vida para ler, reler e comparar com referenciais. Além de algo complexo, é uma coisa nova para mim, e logo exige ainda mais disponibilidade intelectual e emocional.

Mas quero que saibam que, mesmo rapidamente e de rajada, continuo a ler os vossos devaneios. E que muito os aprecio, como sempre.

14.1.09

Coitado do Pinóquio!


Parece que é mesmo só a ele que lhe cresce o nariz...

Nota de Readacção: Será que em New York também há Casas Pias e menores desprotegidos? Ou será Bangkok, hein?

7.1.09

Yééééé!!!


Já tenho net! Agora falta a placa wireless...
Yééiiie!