28.3.09

Alguém me explica?


Mas afinal, para que raio serve o Twitter?

Nota de Redacção: Uma pessoa está uns meses fora e é isto... tss, tss!

27.3.09

Que saudades disto!

Quando decidi ter um blog não percebia nada da coisa. Não sabia mexer na plataforma blogger, nem sequer pesquisar imagens, mas a vontade de criar superou a preguiça mental e a inadaptação informática.


Nunca imaginei que seria algo tão estimulante... escrever organiza as ideias, faz-nos estabelecer directrizes de acção de forma clara. Escrever é catártico, resiliente até. O acto de criar um post, a imaginação e a criatividade... é simplesmente libertador. Escrever torna-nos mais fortes, mais felizes.

Ler o que outros escrevem acrescenta-nos algo e muitas vezes faz-nos sorrir! E sentimos que pertencemos aqui, identificamo-nos com muitas pessoas, com as suas ideias. Admiramos a criatividade alheia e abrimos a nossa consciência a novas formas de expressão, de sentir.


Retirado daqui

Mas é algo que exige disponibilidade intelectual, acima de tudo. Além de tempo.

Depois de uma época semi-desempregada passei a trabalhar (muito) num horário pós-laboral. Não gostei. Quando chegava a casa já não havia criatividade que me valesse... nem simplesmente paciência.

E lá se foi o (bom!) hábito, a acuidade criativa, o prazer de blogar... E senti falta de escrever, de arranjar piadolas para postar aqui. De desabar o que me vai na alma...

Entretanto mudei de emprego, para um em horário nine to five... e outra vez com crianças, a fazer o que gosto. Queria voltar a escrever, a ter a criatividade mais estimulada, na ponta dos dedos. Embora haja por aqui pessoas que escrevem bem melhor que eu, também não devo ser má de todo, cum raio! Ou não andasse o meu professor da escola primária sempre a afirmar que eu ainda vou escrever um livro, um dia. (De onde terá tirado o sr. esta ideia, valha-me Deus!)

Agora é ver se a imaginação volta. E o comodismo se vai!

24.3.09

E pergunta a Celeste...

E quando é que nos apercebemos que o tempo (realmente!) passa?


Hum... deixa lá ver...

Quando estamos a dois passos de uma festa pop-rock revivalista, assim muito indie, e estão a passar as músicas que nos trazem as nossas melhores memórias afectivas, e ficamos esticadinhas nos sofá porque estamos cansadas da semana de trabalho?

Pois é. Ora f#*@#!!!

Nota de Redacção: tenho que ir ver um concerto dos Pixies, e rápido. Alguém tem a agenda? Ainda fazem reuniões revival?