5.9.09

Em resposta às vossas questões...


Imagem: The waiting girl, de Loretta Lux
Pois, continuo à espera, não há novidades. Tirando as dos costume nestas ocasiões: plataforma informática de contratação, inscrição no centro de emprego (e as devidas apresentações quinzenais a 250 Km), fotocópias, concursos, diários da república, autenticação de certificados e cartas registadas com aviso de recepção.

E ainda alguma esperança de ainda poder ficar por aqui, pela lezíria ribatejana, onde encontrei gente boa e calorosa que me fez sentir em casa.

Alegre e amante da liberdade, este povo. E das touradas, é certo, mas desde que não me arrastem a mim, cada um faz o que quer... né, ó Marilu, mulher dos toiros?

É que começa a saturar, isto de andar sempre com a casa às costas como o caracol...

8 comentários:

Hydrargirum disse...

Ai como te entendo...e tanto tenho que gostaria de conversar ctg...!!!!

Jinhos mil em ti:)

Francisco disse...

Cum Carago, grande espera...

Vamos ficar a torcer, beijinhos.

Esoj disse...

Eu queria entender essas cenas da colocação do pessoal da educação mas não consigo. Será que o burro sou eu?

Sai uma sopa de pedrada para a mesa do sistema.

Angelo disse...

Como te entendo!
Agora que estou de volta, quero estar aqui. Malas às costas é que não...

Good luck!

Sofia Feliz disse...

Epá, nem me fales em Centro de Emprego... hoje vai ser o meu calcanhar de Aquiles :P

Boa sorte para a tua vida, é o que te desejo!

Paula disse...

Ó miguita...
Não desesperes. Tem fé, que quem espera, sempre alcança.
Estou a torcer por ti!
Beijinhos!!!

Maria do Consultório disse...

Celeste, Celeste...
Também andas pela Lezíria? hummm....Tu queres ver que o teu FIm-de-Mundo é o mesmo que o meu??

RockyBalbino disse...

Fazem as pessoas sacrifícios, concluem um curso (verdadeiro...), profissionalizam-se eaplicam-se no que fazem, e o resultado é este.

Em Portugal o que dá é eucaliptos, casas de alterne, construção de mésons, e política nos partidos do Poder.

Se eu fosse mais novo, emigrava.

RB