28.12.07

Quando notamos que (surpreendentemente) somos cotas!

Numa das últimas escapadinhas ocasionais à minha cidade, estava muito bem no meu buraco (do sofá) a fazer um zapping, quando me apercebo da existência de uns ruídos incomodativos provenientes do apartamento de cima. Ora para ajudar à festa, estes eram ocasionalmente acompanhados por palavrões em altos berros: F«%#! C#%»*^"!

Ora já passava bastante da meia-noite, e eu queria ver um documentário descansadinha antes de dormir, até porque tinha um simpósio na manhã seguinte. Aquilo começou a enervar-me... o meu apartamento está vazio desde Setembro, altura em que esses novos vizinhos devem ter arrendado o de cima, estando por isso mal habituadinhos... pois aquelas paredes são papel!

Inicialmente ainda fiz por acreditar que iriam acabar com o jogo depressa (sim, o motivo do alvoroço era um videogame qualquer) para não me indispôr, mas depois comecei a ficar enervada com os palavrões e cheia de vontade de chamar a polícia. (Grrrr!)

No entanto, como ainda me lembro, há uns anitos (cof!), de ser caloira e fazer uma festa de tal ordem que foi a vizinhança toda tocar lá à porta, resolvi ir calmamente explicar-lhes que HOJE o 5º A estava habitado.

E assim foi, subi o andar pelo elevador, toquei várias vezes à campainha (tal era o chinfrim!), até que um rapazinho me abriu a porta. Fez um ar meio assustado quando me viu, e chamou um amigo. Esse a mesma coisa: ar de respeito perante a cota e um "Ai desculpe!".

Resta-me dizer que fui incrivelmente simpática, pedi "se fazem favor" e nem ameacei com a polícia, apesar de já ir nas 1.30h da matina, ok? E que os meninos não cumpriram, continuaram a jogar por mais um pedaço... grrrr! E pior, na minha última viagem, estiveram entretidos a arrastar móveis, ou a saltar, ou a partir alguma coisa (talvez a cabeça uns aos outros!), ou lá o que era aquilo, de tal forma que até saí de casa (mais cedo) para não me chatear. Eram só 22.00h mas nem dava para ouvir as notícias! Grrrr outra vez.

Conclusão: estou velha carago! E para a próxima não quero saber, apanho uma camada de nervos mas chamo a polícia. Que vão morar para uma república! Corja!

Imagem daqui

7 comentários:

Angela LOPES disse...

Velha ou não (cruz credo, jamais!!!)...ninguém me tira o meu descanço...sejam 22:00 ou 1:00 da manhã! Eu era direitinho com a policia depois de ter calmamente pedido para pararem!

Eu tenho um vizinho que ás 5:00 da manhã lembra-se de acordar o prédio inteiro...chiça...ele há cada um!!!

Celeste disse...

:D Estes são putos, caloiros na Universidade. Ainda não têm noção, mas para a próxima é a polícia, ai é!

Mas ainda no outro dia ERA EU a fazer barulho por ser teenager inconsciente, e agora SOU A CHATA que se queixa! :/

Beiji****

Maria do Consultório disse...

Estes panconas aqui de cima, é de manhã que se lembram de berrar! Eu não entro à mesma hora que eles e não tenho que aturar a correria das crianças às 7 da manhã! À noite é o arrastar de coisas pela casa e os ataques de ciúmes do calmeirão. Classy!
beijo

Hydrargirum disse...

Qual velha?....Estamos é crescidos como diz uma amiga minha sábia!:)

Isto calha a todos Celeste:)...Eu tb não suporto barulho a altas horas da noite qd quero estar descansado!....

Eu por exemplo tenho uma vizinha de cima, que anda de saltos altos, seja qual for a hora do dia...(Impressionante mas verdade!)...e isso deixa-me possesso!!!!!


JinhoS!:)

Celeste disse...

Maria,

Pois em baixo do meu apartamento da cidade também vivem umas criaturas assim. Um belo sábado acordei às 8.00h da matina com a banda sonora de uma agressão doméstica. E com um bebé a chorar por trás! Realmente, o 5ºA anda cá com uma vizinhança...

Do casal-típico-à-antiga-portuguesa de baixo só voltei a ouvir duas discussões (sem porrada, a mulher não implorava), mas se se repetir nem sei que faça... :/

Quando começar a ir todos os fins-de-semana por causa da pós-graduação que tenciono fazer, os putos de cima estão lixados comigo. Olarilas!

Beijinho*

Celeste disse...

Crescidinhos pois! E eu, com esta fase de desemprego, estou a começar a crescer também para os lados :/

Na verdade, tenho mesmo a tua idade... física! lol :D Mental, enfim... 23+ IVA, como diz a Tó, e já vai bem vendido!

Por isso é que eu quase (só quase!) que ainda me revejo nos caloiros barulhentos e totalmente alienados da dureza da vida adulta.

Beijinho*

Angela LOPES disse...

Eu também já fui caloira...2 vezes (uma no Porto e outra na Suiça)...mas ficávamos até ás tantas na rua a fazer barulho...quando se entrava em casa tentavamos sempre fazer o minimo de barulho para não acordarmos ninguém...isto é...ás horas em que entravamos (quando entravamos...e não seguiamos directo para as aulas...onde aproveitavamos para fechar os olhos e curar o excesso de alcool)era raro os vizinhos não estarem já todos no trabalho!

Ai que saudades!!!!!