16.5.08

Um e-mail que recebi hoje

AS FASES DO ENSINO EM PORTUGAL


1ª FASE
(antes de 1974)
O aluno ao matricular-se ficava automaticamente chumbado. Teria de provar o contrário ao professor…


2ª FASE
(até 1992)
O aluno ao matricular-se arriscava-se a passar…


3ª FASE
(actual)
O aluno ao matricular-se já transitou automaticamente de ano, salvo casos muito excepcionais e devidamente documentados pelo professor, que terá de incluir no processo, obrigatoriamente um "curriculum vitae" extremamente detalhado do aluno e nalguns casos da própria família…


4ª FASE
(em vigor a partir de 2007)
O professor está proibido de chumbar o aluno; nesta fase quem é avaliado é o próprio professor, pelo aluno e respectiva família, correndo o risco quase certo de chumbar...


Apetece-me acrescentar uma… 5ª FASE

Os alunos que saibam escrever o seu nome sem erros, nem precisam matricular-se. Têm acesso directo ao Conselho de Ministros como consultores privados do Primeiro Ministro, equiparados a Chefe de Gabinete, com direito a subsídio de almoço, carro e telefone. E, caso queiram, título de “Senhor Engenheiro”.

Nota de Redacção: Depois de trabalhar com turmas de percursos alternativos, e que a nova legislação das necessidades educativas especiais fomenta fortemente, começo a dar (ainda mais!) razão aos professores...; Imagem da Escola EB1 de Parada de Ester

5 comentários:

miguel disse...

bravo Celeste...do melhor que li nos últimos tempos
bj

Sofia disse...

Celeste, como professora que tenho sido nestes últimos anos, digo já que ando a pensar em fazer outra coisa qualquer...

Não me apetece compactuar com esta merda que jamais poderá ser chamada de ENSINO!

Beijos,

Sofia

Celeste disse...

Miguel,
Agradecida, mas não fui eu que inventei. Apenas subscrevo!

Beiji*** :)

Celeste disse...

Sofia,
Eu adoro os miúdos, a maior parte deles tem problemas em casa que até justificam o seu comportamento, mas não se pode desvalorizar tanto assim a qualidade de ensino, e a educação e o respeito pela autoridade!

Por causa das estatísticas de Bruxelas, eles até parece que fazem um favor aos executivos em estar na escola. E aos professores em estar na aula!

Beiji*** :)

sofia disse...

Tens razão... é um grande favor que nos fazem em estar nas aulas... com que direito podemos exigir atenção? :D

Raios parta o ministério e os seus idiotas que não conhecem as realidades!

Bjs,

Sofia