15.1.08

Para a Mariazinha, aka Edite Estrela do FimdeMundo

Tenho uma dúvida lexical... a dra. Edite pode-me ajudar?


Afinal qual é a diferença entre história e estória?


Nota de redacção: Sou psicóloga, mas entrei com prova de Biologia...

12 comentários:

Coiso disse...

Boa!!!! Ainda um destes dias fui ao priberam tentar desfazer essa "dúbida" mas népia. E tem me atormentado muito essa minha falha, várias são as vezes em que quero mandar o meu hiper mega piropo, género "Anda aqui ao pai que eu conto te uma... coiso!", para não perder o lanço, disfarço e "Oh boua sobe me aqui à palmeira e lambe me os côcos!". Assim se fala em bom portugês!

Celeste disse...

:D :D
Ó Coiso, vamo lá ver a linguagem que isto é um blog familiar.

Vá, desta estás perdoado, porque coiso... conheço-te e sei que és uma joía de moço :)

Olha lá, quando é que arranjas aí um programa com as Tós e eu (Celeste, ok?)? Na Primavera era assunto, que o nem o meu carro nem a caminete da Mix têm boias.

E sim, por acaso é uma dúvida que tenho. E macacos me mordam, se nos muito anos de escola que gramei, alguém me explicou tal...

Beiji*** e cumprimentos também aos felizes :)

Paulo disse...

Posso adiantar-me à Mariazinha?

Estória é um estrangeirismo um pouco sem nexo em português. É usado sobretudo entre os escritores lusófonos não portugueses e corresponde à story, para distinguir justamente de History (ou seja invenção e facto). A distinção é somente essa, não tem muito que saber. Isto pelo menos é o que eu sei da coisa, mas é possível que exista alguma explicação mais elaborada, do tipo Edite Estrela.

Celeste disse...

:D Claro que sim, obrigada Paulo!

É que, há bocado, no post a falar do outro perdido (ai, ai!), quandro escrevi "a história de um amigo" tive essa dúvida.

E o que é certo (e eu tenho a tua idade) é que nunca ouvi isso na escola, e olha que os meus pais (professores primários!) não me davam tréguas! Uff! :)

Beiji**

Hydrargirum disse...

Bem o Paulo, já disse tudo...Apenas uma achega que me foi ensinado na escola..
História, e tudo a ela, à ciência, relativo, grafa-se com o H.
O resto...são as outras...estórias...

Mas eu nunca uso estória, aliás nem dessa palavra gosto...e qd é ficção, leva "h", e qd é a ciência, leva "H"....:)

Jinhos:)

Paula disse...

História é história e será história até ao fim.
Pelo menos, a mim não me apanham sem o H e o I.
E não há cá "estórias" para ninguém.
Humpf!
Bjs!

Fases como a Lua disse...

Mix, obrigado pelo esclarecimento. Esta posta foi quase serviço público! :)

Angelo disse...

'Tou lixado. Escrevo 'estoria' tantas vezes. So espero que o Hydra releve... Mas e que escrever 'historia' a toda a hora cansa-me a pele. Nao sei porque.

Obrigado Paulo. Eu ia a dizer a mesma coisa, mas tu, um homem rapido e pronto, passaste-me a frente. Deve ser da diferenca horaria!

Maria do Consultório disse...

estória-conto
história- aquela secante, com as dinastias e os visigodos e a 2ª Guera...

Desculpa lá, só vi agora.

Beijinhos cheios de benzoquice que eu sou uma tia muito tia.

Celeste disse...

Hydra,
Eu faço como tu, h e H na ciência... mas nunca conheci a palavra estória na escola.

Mas agora vou ficar indecisa :)

Beiji***




Paula,
:D :D :D Humpf!

Beiji***




Angelo,
Ai a pele de gueixa! :D :D

Não te preocupes que o Hydra está longe demais para te morder ;)

Beiji***
GUEIXA!



Maria Edite Estrela,
:D Não faz mal!

Estória=conto, fica registado!
Mas olha que eu gosto muito de História... :D

Beiji*** benzocas, Tia Edite :)

Celeste disse...

Mix,
Qualquer dia, aqui o estaminé inté parece a 2 :)

Beiji***

mariahenriques disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.