3.7.08

Quando é que sabemos que estamos na red light?



Quando até temos uns trocos para gastar em trapinhos e acessórios, e não temos paciência para a "busca". E, pior, mas pior mesmo (acontecer-me a mim, Maria Celeste?!), quando já nem somos capazes de visualizar e idealizar as respectivas combinações.

Se não é o fim, deve andar próximo...


9 comentários:

Catarina A disse...

Por acaso,quando não há paciencia para roupas, o caso é grave. :D


Cuida-te rapariga :)
Beijinhos *

Paula disse...

Ó moça!
CELESTE! Tu acorda moça! Não adormeças!
Respira! Um, dois! Um, dois!
Tu consegues!
:)
Bjs!

Sofia disse...

olá!

Anima-te... eu faço parte daquele pequeníssimo grupo de mulheres que não tem paciência para deambular de loja em loja, carregando sacos e experimentando trapos. É que só a confusão, o calor das lojas, as cores e as luzes fazem-me dor de cabeça... para além que, confesso, sou um pouco forreta :P!

Gosto de roupa, bonita de preferência, mas se ela aparecesse em casa tanto melhor!

Bjs e anima-te!

Sofia

Ju disse...

Celeste, eu quase nunca experimento roupa, é raro eu ir a uma loja e experimentar o que seja.
Agora Maria Celeste... andas próximo, ai andas mesmo!
Arrebita vá lá, abana-te um bocadito!
B.Ju

Esoj Odnuges disse...

A mim, qualquer par de jeans e uma camisinha com fralda de fora me fica bem.
Andas muito tensa, descontrai melher!

Maria do Consultório disse...

E as caras de cu das empregadas com ar de quem tem um pau enfiado no olho? Epá, metem-me cá um ranço!

Fases como a Lua disse...

Tu não és a minha Celeste! Volta Celeste!! Começo a ficar preocupada contigo...

Ju disse...

Ó maria do consultório, em qual olho?
Fiquei memo curiosa...

Rui Caetano disse...

É preciso experimentar, vestir e encontrar algo bonito para nos sentirmos bem. Um Bom início de semana.